Nesse verão, leve sua dor para passear

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

“E no meio de um inverno eu finalmente aprendi que havia dentro de mim um verão invencível.”

Que tal aproveitar o verão e levar a sua dor para passear? 

Areia entre os dedos, suco de melancia, crianças de férias, cadeiras na calçada. Céu azul, vestidos coloridos, vendedor ambulante, água de coco, mate gelado ou sacolé. Bate-papo sem pressa com os amigos, lágrimas ao lembrar de outros verões, mergulho no mar, cumplicidade. Picolé de uva, pôr do sol cor-de-rosa, banho de cachoeira, uma volta de bicicleta. 

Não custa muito tentar. 

Não tem contra-indicação. 

E a gente não precisa negar a nossa dor para aproveitar o verão. 

Pelo contrário: a gente pode apenas sair para um passeio, mudar o cenário e levar tudo com a gente dentro da sacola. Esperança, fé, paciência. Saudade, tristeza, frustração, revolta, dor. Todas elas também são bem-vindas no verão. São parte da vida, não precisam ficar de castigo dentro de casa. 

Se não te fizer bem, é só voltar. Mas quem sabe toda essa luz de fora não entra pelas brechas e encontra a luz que brilha, ainda que fraquinha, dentro de você? E volta a fazer seus olhos brilharem, seu coração bater e a metade de um sorriso escapar no seu rosto, mesmo que por apenas alguns segundos?

A estação mais luminosa do ano nos aguarda logo ali. 

E eu espero que o verão habite em nós durante todo ano. 

Por  – 

Fonte: http://vamosfalarsobreoluto.com.br/2017/01/02/nesse-verao-leve-sua-dor-para-passear/